BlogBlogs.Com.Br

13.3.07

Hackers escondem incompetência empresarial

Tá lá no estudo do IT Policy Compliance Group: quando o assunto é perda de dados confidenciais, os hackers não são tão problemáticos quanto a falta de treinamento e auditoria sobre funcionários. Na pesquisa os funcionários são responsáveis por 75% das perdas de dados das empresas. Tudo isso fez a Geek botar a boca no trombone: Hackers são menos nocivos que falta de treinamento!

solidad decosta - piano improv 11.1.06

Sobre Solidad Sugarbeet

Googlei a ativista da SLLA e acho q a imprensa não esta se comportando bem com a moça. Falam de terrorismo e ativismo mas moitam que ela é uma artista. Ela é música e se apresentou no SL na Ilha de Genesis (247,39) na quarta 10 de janeiro deste ano. Quem quiser pode olhar tb o perfil e ouvir as músicas dela no MySpace. O site da sua banda Solidadrocks tb pode ser visitado. Tem até umas performances dela no Yourtube!

12.3.07

Exército pela Libertação do Second Life

Solidad Sugarbeet

O paraíso do consumo virtual esta em rebuliço. Apareceu um movimento no SL que reivindica menos consumo e + democracia. O SLLA (Second Life Liberation Army) quer que os avatares decidam por voto universal a entrada de novos usuários e novas empresas no SL. Para os insurgentes a Linden Lab é ditatorial e só pensa em seus lucros para governar o novo mundo.

Quem me chamou a atenção para essa revolta foi a jornalista Juliana da Rocha q tá trabalhando com o Marcelo Nóbrega no JB. É ela quem assina a matéria Terroristas invadem o 'Second Life' na seção Ciência e Tecnologia do JB de domingo. O fato é q vale tudo nas táticas do SLLA: encontros, passeatas e ataques com bombas e armas virtuais. Embora a Lindem não tenha retaliado até o momento, sua reação é uma das incógnitas deste confronto.

Seja como for nada será como antes neste admirável mundo virtual. A avatar Solidad Sugarbeet, uma das ativistas do movimento do SLLA avisa: embora no momento reivindiquem apenas o direito de voto para os avatares e o fim da invasão corporativa no SL; pensam em discutir livre acesso à terra, exploração dos trabalhadores e ativa oposição ao fascismo como futuros objetivos.