BlogBlogs.Com.Br

7.4.07

Windows Vista É um Espião de Bosta

As coisas se precipitam no mundo do copyright. Douglas Rushkoff, um dos digeratti + respeitados do universo da revolução eletrônica, escreveu um extenso comentário em seu blog explicando pq o Windows Vista é uma bosta. Ele diz q estava curioso para ver as novidades e que se decepcionou pq nada funciona. Após seis anos de desenvolvimento e promessas o programa se tornou um instrumento estúpido dos amigos corporativos da M$. Não só o Vista desinstalava tudo o q ele instalava como o escroto destruia os codecs ou os substituia pelos seus:

Mas o modo como a Microsoft escolheu para mostrar sua lealdade através do Vista foi por um elaborado grupo de - Digital Rights Management - limitações. Microsoft quer ajudar as corporações a prevenir o uso ilegal de seu conteúdo, como música e vídeos. O mais fácil modo de fazer isso é limitar o uso de formato de arquivos não seguros. E o mais mole modo de fazer isso é não suprir os codecs requeridos para vê-los em um dos tocadores de mídia instalados.

Mas a Microsoft levou este passo mais longe: não apenas eles não vão suprir os codecs necessários, mas - ao menos tão longe quanto foi minha experiência - eles apagam os codecs estrangeiros se o usuário instala-los ele próprio. Durante algumas atualizações, Vista remove aquivos e utilitários suspeitos de serem capazes de permitir assistir aos filmes ilegais.

Se um usuário escolhe parar uma atualização, deverão ter inclusive repercussões. Um relatório indica que a "Genuina Vantagem" da notificação do Windows chama a Microsoft automaticamente, dizendo para a companhia quem abortou a instalação.


Rushkoff diz que o fato dele não estar usando o Vista significa que muitos farão como ele. Leia o texto completo no blog.

6.4.07

A Subjetivação Após Foucault

Seminário do CIBERIDEA 2007.1

Programa de Trabalho Semestral

Sempre às Quartas-Feiras.

ECO-UFRJ, sala 132, 17:00 horas

18/04 - As Técnicas da Formação do Sujeito - Henrique Antoun

09/05
- Governo e Subjetivação - Henrique Antoun

30/05 - Dispositivo, Visibilidade e Subjetivação - Fernanda Bruno

06/06 - Imoralidade e Perigo: da norma ao risco - Paulo Vaz

20/06 - Imoralidade e Perigo: da norma ao risco - Paulo Vaz