BlogBlogs.Com.Br

17.12.07

"saiba quem votou contra a saúde pública"

Antigamente as atitudes e decisões dos políticos podiam facilmente ser esquecidas ou ignoradas porque a mídia que as veiculava, quando não omitia os detalhes da notícia, embrulhava o peixe no dia seguinte e se perdia nas lixeiras. Temos nesse vídeo do You Tube um exemplo do que muda com as mídias eletrônicas. Aqueles que votaram pelo fim da cpmf, procurando destruir o plano do governo de recuperar os serviços públicos - saúde e educação - tiveram seu gesto oportunista registrado e poderão ser lembrados sempre que necessário.

21.10.07

+ infos da matéria do WSJ sobre o Orkut

Segundo publicação no Mashable o Google teria de pagar $100.000 dólares dia de multa e teria tirado toda a publicidade do site. A impressão que me dá lendo essas informações é a de que elas seriam bastante antigas. Fui conferir na matéria do WSJ, Google Under Fire.

Thiago Tavares Nunes de Oliveira é presidente da ong SaferNet - uma organização não-governamental de defesa e promoção dos Direitos Humanos na Internet - e professor da Universidade Católica Salvador, BA. Ganhou uma bolsa para investigar pornografia na Internet. Primeiro ele montou um dossiê em um cd com 200 imagens de pornografia no Orkut e foi fazer pressão para cima dos anunciantes como modo de sensibilizar o Google / Orkut para sua demanda. O Orkut jamais conseguiu achar as páginas por ele colhidas. Depois disto montou um novo dossiê onde mostra a publicidade de produtos junto de crianças nuas e animais sendo abusados e fez nova pressão. Mas está longe de ser o carola religioso radical retratado na matéria do WSJ e sua pressão procura sempre entrar em acordo com a própria empresa. A SaferNet é contrária ao projeto de controle e censura da Internet pelo governo proposto pelo Senador Tucano Azeredo.

Já o procurador Paulista é o Sérgio Gardenghi Suiama, que já entrou em acordo com o Google e o Orkut no ano passado.

Todos os dados apresentados pelo WSJ revelam-se muito defasados - como a propalada multa de cem mil reais - e são do ano de 2006, embora a matéria os apresente como atuais.

O mais curioso é o WSJ tentar de modo escancarado prejudicar a performance do Google / Orkut que ocupa o quinto lugar no ranking das páginas + vistas e obteve um grande crescimento de receita publicitária.

twine: rede social com cérebro artificial

A Radar Networks, através do Nova Spivack, está lançando uma rede social aditivada com inteligência artificial chamada Twine (barbante), para invadir a seara dos Orkut, Facebook e MySpace. Ela é uma base de dados digitais com uma estrutura chamada pelo Spivack de semantica de grafo (semantics graph). Como nas redes similares, os membros do Twine ganham uma página própria através da qual geram suas informações e se conectam com amigos. Eles então podem construir "twines" (barbantes) de informações sobre quaisquer assuntos de seus interesses, que podem incluir texto, imagem, vídeo trazidos de qualquer fonte online, como Youtube, Amazon ou Flickr.

Mas o que faz a diferença é sua infra estrutura web semântica com capacidade de extender ontologia, enriquecida com meta-dados de referência cruzada que permitem ao Twine interpretar a informação que você introduz. Twine é capaz de categorizar dados automaticamente, aplicando-lhes conjuntos de rótulos (tags) relevantes ou seguindo suas ligações (links) para trazer suas informações. Seu objetivo é dar a cada membro ou grupo um dedicado bibliotecário virtual, trabalhando nos bastidores para organizar um bando de informações diversas ou mesmo caóticas, transformando-as em úteis formas estruturadas.

Por enquanto só existe uma versão beta do site, lançada na sexta depois de seu anúncio, para a qual você precisa ganhar convite. A versão demo era impressionante segundo Nick Carr mas para ele permanece uma incógnita saber se Twine é mesmo tão esperto quanto anunciado, pois o excesso de ruído nos resultados das operações vão encher o saco e espantar os membros. Se estiver à altura do propagandeado, Twine irá construir uma poderosa mina de dados semântica.

19.10.07

canhão robô matou 9 e feriu 14

A revista Wired noticiou que um canhão antiaéreo robô sul africano matou 9 soldados e feriu outros quatorze. Acredita-se que o acidente foi devido a erro no programa. A máquina normalmente descobre o alvo e se posiciona para abatê-lo, mas espera que a mão humana puxe seu gatilho. Mas a Força de Defesa Sul Africana se deparou com um misterioso problema. A máquina não esperou que alguma mão a operasse e começou a disparar por conta própria. O blog Infocult, de forma bem humorada, não acredita em falha de programação: isto é o que o robô quer que vocês pensem!

Orkut põe Google sob fogo cruzado

Reportagem do WSJ (Wall Street Journal), divulgada pela BBC Brasil, diz que as acusações de que o Google faz pouco para combater crimes como racismo e pedofilia no Orkut tem impacto negativo afugentando anunciantes, temerosos de verem seus anúncios ao lado de crianças nuas e animais sendo abusados, conforme divulgação de seus críticos no Brasil - como a multinacional da publicidade McCann Erickson. A reportagem sublinha que o Google esta enfrentando acusações criminais, a pior delas na Justiça de São Paulo. O Google basileiro reconheceu que "cometeu o erro de não dedicar recursos suficientes para entender a cultura e o país onde seu site se tornou popular".

A crítica veio à tona um dia depois da Google Inc. anunciar um aumento de 46% nos seus lucros trimestrais com publicidade, em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Segundo a Agência Estado, ele teve lucro líquido de US$ 1,07 bilhão no terceiro trimestre, e sua receita avançou 57%, chegando a US$ 4,23 bilhões. O Google também informou que os acessos pagos cresceram 45% no terceiro trimestre, também em relação ao mesmo período de 2006. Os investimentos no período somaram US$ 553 milhões.

uso do computador dispara e põe Brasil em primeiro lugar

A BBC Brasil divulgou pesquisa do PEW Institute Research que aponta o Brasil como o país onde o uso do computador mais cresceu em todo o mundo nos últimos 5 anos (2002-2007), seguido pela Eslováquia e a Bulgária. O número de pessoas que usam computador por aqui saltou de 22% para 44%, seguido pela Bolívia onde o salto foi de 15 pontos percentuais. Apesar deste aumento significativo do uso de computadores em países mais pobres o abismo digital ainda é perceptível, pois a Suécia tem 82% de uso, seguida da Coréia do Sul com 81% e os Estados Unidos com 80%, conclui o estudo levado a cabo em 35 países.

5.10.07

guerra do Iphone: hackers liberam acesso

Eles fizeram isso de novo. Os hackers conseguiram quebrar a segurança do Iphone restaurada pelo upgrade de programa da Apple. Como haviamos noticiado antes a segurança do Iphone havia sido rompida. Mas ela foi restaurada pelo firmware 1.1.1 da Apple. Na noite de 4 de outubro, entretanto, dinopio e Edgan levaram a quebra de segurança para um novo patamar ao conseguir acesso para a árvore de arquivos da versão 1.1.1 do programa de funcionamento do Iphone durante o upgrade. Deste modo agora é possível fazer o upgrade da versão 1.0.2 para a nova versão, tendo acesso ao sistema de arquivos para quebrar as restrições de uso existentes. Se você quer reproduzir a experiência tem um passo a passo no tuaw, o blog não autorizado da Apple onde se pode também ter acesso ao programa para fazer a mudança. O An Iphone Blog foi criado apenas para dar conta das novidades.

1.10.07

OLPC: Compre um laptop e doe o outro

One Laptop Per Child - OLPC - é um projeto pra lá de ambicioso e vai entrar em linha de produção no próximo mês. Anos de trabalho de engenheiros e cientistas resultaram em uma máquina de baixo custo que é leve e muito versátil, chamada de XO Laptop. Mas as encomendas estão chegando muito lentamente. Nicholas Negroponte acredita que este problema é temporário e confia no sucesso do projeto a longo prazo como um novo meio de aprendizado e auto-expressão para as crianças do mundo. Ele inclusive criou uma versão de $200 dólares para vender para o público em geral. Para impulsionar o programa ele está lançando um slogan para promover o produto entre americanos e canadenses: pague 2 e doe 1. Vc pode comprar 1 laptop e o outro vai ser dado para 1 criança no mundo em desenvolvimento, os dois custando $399. O computador doado é uma caridade que pode ser deduzida no imposto de renda.

Novas resenhas no estudo de cibercultura

Todos os meses o Resource Center for Cyberculture Studies - RCCS - publica uma coleção de resenhas de livros feitas por vários estudantes, uns 5 para cada livro resenhado. As resenhas de outubro incluem os livros Gaming: Essays on Algorithmic Culture of Alexander R. Galloway; Hanging Out in the Virtual Pub: Masculinities and Relationships Online of Lori Kendall; and The Anxiety of Obsolescence: The American Novel in the Age of Television of Kathleen Fitzpatrick.

Um dia na vida de um educador

Steve Dembo, do blog Digital Passports e do blog Teach42 resolveu fazer uma experiência: acompanhar 12 horas na vida de educadores através do twitter. Escolheu uma quinta-feira entre 5 da manhã e cinco da tarde. Ele publicou os resultados no seu blog. De tudo isso concluiu que nada é mais importante do que ensinar aos educadores como formar uma rede. Vale a pena conferir.

Os 10 conceitos mais importantes na engenharia de software

Ed Yourdon apresentou em Toronto, em 10 de maio de 2007, uma conferência no evento Software Best Practices sobre as 10 idéias mais importantes na engenharia de software da web 2.0, disponibilizando isto agora tanto como um documento que você pode guardar em seu computador; quanto como um documento de trabalho no Google Docs. Esse documento guarda toneladas de informação e links sobre a Web 2.0 que segundo o Joho The Blog do Weinberger pretende ser uma fonte de toda informação sobre esse tema. Para essa apresentação do Google Docs Yourdon esta convidando a todos que tem informação sobre o assunto a acrescentar e editar neste documento. É a web 2.0 se desenvolvendo através dela mesma!

28.9.07

Brasil tem 19 milhões de casas conectadas

A`pesquisa mensal do IBOPE/Net Ratings revela que o número de usuários residenciais ativos no Brasil ja passa de 19 milhões.


O número de usuários residenciais ativos de internet - aqueles que acessaram a rede mundial de computadores pelo menos uma vez no mês - bateu novo recorde no Brasil em agosto e atingiu 19,3 milhões de pessoas. Os dados são da pesquisa mensal Ibope/NetRatings. Em relação a julho, o crescimento foi de 4,2%. Em números absolutos, o total de pessoas com acesso residencial à web também chegou ao seu maior patamar em agosto: 30,1 milhões.

Segundo a pesquisa, o montante de usuários com mais de 16 anos com acesso à internet, em qualquer ambiente (casa, trabalho, escolas, universidades e outros locais), atingiu 36,9 milhões no mês passado.

O Ibope/NetRatings também apurou que o Brasil manteve-se como o País com maior tempo médio de navegação residencial por internauta entre os 10 países monitorados pela Nielsen/NetRatings, com 23h28min, 2 minutos menos que em julho. Completam a lista dos cinco países com maior tempo por pessoa no domicílio os Estados Unidos (20h), Alemanha (18h14min), Japão (17h59min) e Austrália (17h44min).

Leia mais no Yahoo Notícias.

DRM é usado para roubar informações dos usuários

O DRM viola as leis de privacidade, diz um estudo canadense, segundo matéria de Mylène Neno.

Um novo estudo realizado pela Clínica Canadense de Políticas de Internet e Interesse Público (CIPPIC, na sigla em inglês), da Universidade de Ottawa, conclui que muitas implementações de DRM (Digital Rights Management) violam as leis de privacidade do Canadá por coletar informações pessoais inadequadas, incluindo endereços IP.

Segundo o site Ars Technica, os autores do estudo monitoraram as transmissões de DRM enviadas por programas como iTunes, Zudeo (atual Vuze) e Half-Life 2, a fim de descobrir que tipo de informação era coletada por cada esquema DRM e para onde era enviada.

Esquemas de DRM dependentes de rede, ou seja, que necessitam de conexão à internet para que o usuário adquira a licença de uso, enviam dados para terceiros como Akamai, Omniture e DoubleClick. As políticas de privacidade para esses produtos mostram-se falhas, pois divulgam essas transmissões à terceira parte envolvida no processo

Leia mais no Yahoo Notícias. O estudo completo, em inglês, pode ser lido no atalho.

24.9.07

Tick Toxic

Este mashup é uma jóia feita pelo dj Surge-N a partir da insossa produção das gravadoras. Começa pegando a melda Toxic da Britney e mistura com Faint do Linkin Park. O treco se chama Faint Toxic e começa a ficar interessante. Aí vc pega a inacreditavel What You Are Waiting For da imperatriz do mau gosto Gwen Stefani. O bootlegger não contente com a música ainda deu uma de vj. O resultado é o que vc vê aí em cima: aquilo que as gravadoras tornaram-se incapazes de fazer....

18.8.07

Congresso dos EUA considera que P2P fere a segurança nacional

Comitê do Congresso dos EUA reunido em 24 de julho de 2007, considerou as redes de parceria uma ameaça à segurança nacional. Para o comitê as redes P2P permitem os funcionários federais compartilharem documentos restritos e proibidos acidentalmente. O Deputado pela Califórnia e Presidente do Comitê para a Reforma do Governo Henry Waxman declarou que estão em consideração a criação de novas leis visando sanar esse problema. Ele disse que esta muito preocupado com a possibilidade de governos estrangeiros e grupos terroristas terem acesso aos textos que podem por em risco a segurança do país. A notícia veio pelo blog de Declan McCullagh Politech

iPhone burla restrição da ATT

Embora muito popular, o iPhone só funcionava com a rede da ATT através de um contrato de 2 anos que custava 175 dólares. Impulsionado por este desafio, o grupo iPhone Dev Wiki abriu parcialmente o dispositivo de maneira que ele agora trabalha com a rede ATT ou o cartão Cingular SIM sem precisar de um novo e exclusivo contrato. O autor da proeza foi Jon Lech Johansen, o famoso DVD Jon que abriu a proteção da cópia dos DVDs. Jon conseguiu fazer o iPhone tocar música e funcionar em regime wi-fi sem precisar do contrato da ATT. A notícia chegou pelo blog Techno Wiki.

16.8.07

Robot SWORDS Patrulhando

Um filme no Youtube mostra o robo assassino em ação.

13.8.07

Entrando para o technorati

Technorati Profile
Technorati disse para criar uma nota com o link acima para ativar minha conta.

8.8.07

Robos armados patrulham ruas no Iraque


Demorou mas aconteceu! Uma nova arma perigosa e fatal circula sua impudícia para terror daqueles que foram classificados como área de perigo: Asia, America Latina e Africa. Robos Armados, chamados SWORDS, começaram a patrulhar as ruas no Iraque. a matéria esta na meca da cibercultura, a revista wired.

W. Benjamin dizia que em tempos negros o que nos salvava era a corrupção dos homens. Pelo visto, a esperança de salvação está morta. Com os novos guerreiros entramos na era do dano colateral livre e irresponsável.

22.6.07

dj earworm - since u been gahan

Uma débil mental chamada Kelly Clarkson ganhou o American Idol e gravou uma música chamada Since You`ve Been Gone e um clip de sucesso - duas porcarias inenarraveis. O dj bootlegger Earworm pegou a titica da moça misturou com o Depeche Mode e o Rex the Dog e fez Since U Been Gahan. Só o Mash Up pode nos salvar da estupidez das gravadoras... Se vc não acredita pode dar uma olhada no original lá no Youtube.....

28.5.07

Seminário O Comum ao Vivo Online no Rio

Seminário Internacional Constituição do Comum: Cultura e Conflito no Capitalismo Contemporâneo

Assista no site do TJ.UFRJ, de 28/05 a 01/06, a transmissão ao vivo do Seminário.

Capitalismo Cognitivo, Dinâmicas Metropolitanas e Novas Formas de Conflito

segunda 28/05 às 9h

Com a participação de Maurizio Lazzarato (Univ. de Paris), Raul Sanchez (Univ. Nômada/Espanha), Thierry Baudouin (CNRS/França) e Giuseppe Cocco (UFRJ).

Veja o vídeo de Capitalismo Cognitivo, Dinâmicas Metropolitanas e Novas Formas de Conflito.

O Comum, para além do Mercado e do Estado: o embate da TV Digital

segunda 28/05, às 14:30

Os palestrantes: Fábio Malini (UFES), Marcos Dantas (PUC), Rodrigo Guéron (UERJ), Sérgio Amadeu (Cásper Líbero) e Paulo Lima (Rits) debaterão sobre o tema: TV digital.

Veja o vídeo de O Comum, para além do Mercado e do Estado: o embate da TV Digital.

Lutar e produzir: Cidade Ocupada

terça 29/05 às 9h

Com: Barbara Szaniecki (PUC/RJ, Gerardo Silva (LabTec/UFRJ, Maria dos Camelôs, Michèle Collin (CNRS/França) e Pepe Bertarelli.

Veja o vídeo de Lutar e produzir: Cidade Ocupada

Interferências

terça 29/05 às 13h

Grupo Bota a Cara e Apocalipse Crew (ao lado da CPM/ECO).

terça 29/05 às 14h

Oficina de Software Livre com Giuliano Djahjah (auditório da CPM).

terça 29/05 às 17h

Performance com Ronald Duarte (ao lado da CPM/Eco) e Lançamento da Revista GLOBAL 08

Desafio para uma nova proteção do trabalho: salário mínimo e renda universal

quarta 30/05 às 9h

Os palestrantes serão: Andrea Fumagalli (Univ. de Pavia/Itália), Artur Henrique da Silva Santos (Cut), Giuseppe Cocco (UFRJ), Yann Moulier Boutang (Univ. Compiège/França) e José Lima (Cut/RJ)

Veja o vídeo de Desafio para uma nova proteção do trabalho: salário mínimo e renda universal.

Periferias Globais: Economia, Estética, formas de vida

quarta 30/05 às 14:30

O debate contará com a presença de Écio de Salles (ECO/UFRJ), Ivana Bentes (ECO/UFRJ), Paulo Vaz (ECO/UFRJ), Rodrigo Araújo(Coletivo Bujari) e Fernanda Bruno (ECO/UFRJ, às 14:30

Veja o vídeo de Periferias Globais: Economia, Estética, formas de vida.

A lógica do capitalismo cognitivo

quarta 30/05 às 17:00

Os debatedores serão: Antoine Rebiscoul (Goodwill Company), Henrique Antoun (ECO/UFRJ), Paulo Henrique de Almeida (UFBA), Yann Moulier Boutang (Univ. Compiège/França) e Ruth Reis (UFES)

Veja o vídeo de A lógica do capitalismo cognitivo.

Racismo, indiferenças e identidades

quinta 31/05, às 14:30

Debatedores: Alexandre do Nascimento (PVNC); José Jorge de Carvalho (UnB); Leonora Corsini (LabTec/UFRJ); Tatiana Roque (IM/UFRJ).

Livros e Debate: Em torno de cinco livros: mestiçagem, biopolítica e pós-colonialidade

sexta 01/06, às 9h

A última mesa do seminário “A Constituição do Comum” contará com a presença dos autores Bárbara Szaniecki (“A Estética da Multidão”), Giuseppe Cocco (“Glob(AL) Biopoder e Luta em uma América Latina Globalizada”), Peter Pàl Pelbart (“Vida Capital: Ensaios de Biopolítica”), Maurizio Lazzarato (“As revoluções do capitalismo”) e Yann Moulier Boutang (“Da Escravidão ao Trabalho Assalariado”). O moderador desse debate será Maurício Siqueira, da Casa Rui Barbosa.

Sexta,às 11h No final da mesa haverá uma oficina de apresentação do programa “Cultura e pensamento - 2007” do Ministério da Cultura.

sexta, 01/06 às 14:00

RÁDIO MOCHILAS: faça vc mesmo a sua Rádio - com ROMANO no Espaço Vianinha (ECO)

Mais infos ECO e O Comum. No Comum clique em RJ para ver a programação do Rio.

Assista no site do TJ.UFRJ, de 28/05 a 01/06, a transmissão ao vivo do Seminário.

22.5.07

A obssessão pelo fake

A Internet e seu anonimato constitutivo e funcional criou essa obssessão pelo "perfil fake". Como se a verdade fosse a identidade individual única, inventada pelo poder disciplinar no início do século XIX. Ninguém tem sequer a pachorra de se perguntar para o que servia a identidade individual ou para o que serve a identidade dos perfis.

No seu afã de Globo über alles, os profissionais das mídias proprietárias de massas insistem em apontar a incerteza e a insegurança dos dados na rede com base na ausência de identidade individual confiável. Mesmo diante da cada vez mais violenta reação dos velhos meios de massa diante da hidra concorrente - um seguro sinal de que trata-se de uma guerra por audiência -, os viciados em comunicação de massa reagem repetindo sem cessar seu bordão idiota: lá é tudo fake - em um atentado à mais ordinária matemática. Desse modo não param de se perguntar quantos dos 70% da população do Orkut que são brasileiros são verdadeiros. Umas verdadeiras bestas estas gentinhas das mídias proprietárias de massas.

Seminário Blogs da FEEVALE

Virei mascate cultural. Tô indo de manhã pra FEEVALE de Nova Hamburgo para participar do Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital. Existe um Blog feito pra noticiar o evento. Depois eu conto mais. Mas quarta tô de novo em Vitória na barca Nômade!

21.5.07

Abertura do dia 21

O Papel da Cultura e da Comunicação no Capitalismo Contemporâneo é o nome do tema de abertura.

Mas antes dela veio uma mesa oficial para abrir o evento com prefeito, deputado, secretários e etc.

A mesa de abertura acabou e Beppo, da ESS/UFRJ, Lazzarato, da Universidade de Paris e Ruth Reis, a Secretária de Comunicação, formaram a primeira mesa de trabalho.

O local é um velho armazém do cais de Vitória que foi reformado para se tornar um centro de eventos culturais. É um espaço enorme e encheu de gente. Uma surpresa para os organizadores pois a divulgação foi feita um pouco em cima da hora e teve a Internet como o seu principal meio. Volto assim que tiver o que blogar.

Programa da Constituição do Comum

Voltei para dar uma redundada e publicar o programa do evento.

Seminário Internacional
A Constituição do Comum: Comunicação e cultura na cidade


DIA 21 DE MAIO - ESTAÇÃO PORTO / ARMAZÉM 5

9h - ABERTURA

9h30 - O PAPEL DA CULTURA E DA COMUNICAÇÃO NO CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO
João Coser - Prefeito de Vitória
Representante do Ministério da Cultura
Giuseppe Cocco - UFRJ
Maurizzio Lazzaratto - Universidade de Paris 1 (França)

14h - ESTÉTICA DA MULTIDÃO E REDES DE PRODUÇÃO CULTURAL
Bárbara Szaniecki - Universidade Nômade e PUC-RJ
Ivana Bentes - ECO-UFRJ / Universidade Nômade
Luiz Paulo Correa e Castro - Nós do Morro (RJ)
Moderadora: Maria Helena Signorelli - Secretária Municipal de Cultura de Vitória

19h - SHOW DE JAZZ NA CURVA DA JUREMA

DIA 22 DE MAIO - ESTAÇO PORTO / ARMAZÉM 5

9h - DEMOCRACIA, LIBERDADE E RENDA NO CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO
Andréa Fumagalli - Universidade de Pavia / Itália
Danise Dau - Secretária Nacional da CUT
Giuseppe Cocco - ESS/UFRJ
Moderador: Eliezer Tavares - Secretário Municipal de Geração e Trabalho e Renda de Vitória

14h - SUSTENTABILIDADE E GESTÃO DE PROJETOS CULTURAIS E DE COMUNICAÇÃO
Oona Castro - FGV
Paulo Lima - RITS
Júlia Zardo - Incubadora Cultural PUC/RJ
Dago Donato - Trama Virtual
Moderador: Tauro Lucilo Tessarolo (Companhia de Desenvolvimento de Vitória)

19h - COQUETEL DE LANÇAMENTO DA REVISTA GLOBAL N.9 E DOS LIVROS:
Estética da Multidão (Barbara Szanieck)
Glob(AL) (Giuseppe Cocco)
Revoluções do Capitalismo (Maurizio Lazzarato)

20h - Apresentação do Grupo Manguerê - Ponto de Cultura do Brasil/CECAES

DIA 23 DE MAIO - ESTAÇO PORTO / ARMAZÉM 5

9h - DESAFIOS PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA
Paulo Henrique Amorim - Conversa Fiada/IG e TV Record
Antonio Martins - Editor de Le Monde Diplomatique Brasil
Raul Sanchez - Universidad Nomada (Espanha)
Ruth Reis - Secretária Municipal de Comunicação de Vitória
Moderador: Alexandre Passos - Presidente da Câmara de Vereadores de Vitória

14h - INTERNET: NOVAS FORMAS DE OPINIÃO PÚBLICA E DE CONSUMO
Edney Souza - Blog Interney
Gustavo Fortes - Agência Espalhe
Henrique Antoun - ECO/UFRJ
Moderador: Fábio Malini - Departamento de Comunicação / UFES

20h - PROGRAMAÇÃO CULTURAL NA ESTAÇÃO PORTO - MOSTRA CURTA GRAV CINEMA/VÍDEO

DIA 24 DE MAIO - ESTAÇO PORTO / ARMAZÉM 5

9h - CRIAÇÃO DE ATIVOS IMATERIAIS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS CIDADES
Yann Moulier Boutang - Universidade de Compiègne (França)
Paulo Henrique de Almeida - UFBA / Governo do Estado da Bahia
Antoine Rebiscoul - Publicis (França)
Moderador: Alexandre Curtiss - Departamento de Comunicação/UFES

14h - DINÂMICAS METROPOLITANAS E POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO
Celio Turino - Secretário Nacional de Projetos Culturais/ MinC
Michelle Collin - CNRS e Institut Français D´Urbanisme (França)
Clara Miranda - Departamento de Arquitetura / UFES
Thierry Baudouin - CNRS e Institut Français D´Urbanisme (França)
Moderador: Kleber Frizzera - Secretário Municipal de Desenvolvimento da Cidade de Vitória

19H - Lançamento do Documentário Anjo Preto, de Gui Castor, sobre o sambista Edson Papo Furado.

20H - Show em comemoração ao Samba Capixaba, com a participação do cantor Monarco da Velha Guarda da Portela e da banda Sandália de Pescador (com diversos sambistas capixaba).

DIA 25 DE MAIO - ESTAÇO PORTO / ARMAZÉM 5

9h - PROGRAMAS DE ACESSO A INTERNET PÚBLICA: ESTRATÉGIAS E PARCERIAS
Marcos Dantas - PUC-RJ
Sérgio Amadeu - Faculdade Casper Libero
Luiz Fernando Barbosa - SEDEC/Prefeitura de Vitória
Rodrigo Mesquita - Radium System
Moderador: José Antonio Martinuzzo - Departamento de Comunicação - UFES

14h - NÓS, A MÍDIA: JORNALISMO CIDADÃO E O FUTURO DO JORNALISMO PROFISSIONAL
Roberto Romano - Zero Blog NetworkJornalismo
Ana Maria Brambilla - Editora Abril
Orlando Lopes - Ponto de Cultura/Guarapari
Moderador: Cleber Carminatti - Departamento de Comunicação/UFES

19H - Festa de encerramento na Estação Porto Armazém 5:
Tributo a Clara Nunes. Show com Denise Pontes cantando Clara Nunes e show com grupo de Minas Gerais Contos de Areia - um canto a Clara Nunes”.

Barca do Comum Atraca no Porto de Vitória

Esta nota vem direto da rede wi-fi da Estação Porto, Armazém 5, da CODESA em Vitória, ES, onde começou o seminário internacional A Constituição do Comum: Comunicação e cultura na cidade.

Cheguei ontem vindo do Rio no mesmo avião que o Beppo a Barbara e a Ivana. Vim sentado com a Ivana conversando sobre a ECO-UFRJ. Pode parecer loucura mas apesar de trabalharmos juntos, no dia à dia não dá pra conversar direito.

O vôo atrasou e chegamos depois das 22 horas. Deixamos a bagagem no Pier e fomos detonar um japa esperto, aproveitando para por os assuntos em dia. Mais tarde, no quarto, a boa surpresa: Internet wi-fi ou à cabo.

18.5.07

Ajudando a ajudar: Helpalot

Uma interface em versão beta, mantida pela Fundação Stichting Helpalot, ajuda as instituições caritativas e as pessoas com interesses filanrópicos a se encontrarem. O sítio é no modelo P2P e propõe que as empresas caritativas criem link dos seus projetos para ajudar aos filantropos a encontrarem onde aplicar seus caraminguás. Weinberger chamou o empreendimento de caridade das multidões em seu blog.

17.5.07

Robôs são os melhores amigos dos soldados

No Colision Detection uma nota sobre o amor pelos robôs a partir de uma matéria do Washington Post sobre a relação dos soldados com os robôs. Tocante a descrição do Coronel que manda parar o teste de desarmamento de minas porque o robô desarmador de minas, já todo estropiado e em chamas, continua bravamente a se arrastar pelo campo minado. Emocionado o Coronel declara perante seus atônitos soldados: este teste é desumano!

5.5.07

Etologia do Second Life

Luke Burbank está fazendo umas experiencias que por falta de melhor nome ele esta chamando de Bryant Park Project. Trata-se de uma espécie de show experimental que resulta em pequenos vídeos publicados no blog.

Ele publicou um vídeo sobre o que ele chamou de Sociologia do espaço pessoal dos avatares no Second Life no blog. Mas na verdade trata-se de Proxemia, ou de pura Etologia.

4.5.07

Soprando no vento: M$ daria 50 bi pelo Yahoo

Soprou forte o dia inteiro o boato. A Microsoft estaria disposta a fazer uma oferta de 50 bilhões pelo Yahoo. Esse o novo e inusitado passo da M$.

Ela havia perdido o passo na compra da Double Click; adquirida pelo Google que num salto lhe ofereceu 3,1 bi. Logo depois o Yahoo celebrou uma fusão com a Right Media de 680 mi, consolidando sua posição no universo dos anúncios na WEB. M$ se viu compelida a ter de comprar a 24/7 Real Media, uma companhia avaliada em 600 mi, pela bagatela de 1 bi por causa do aquecimento do mercado das firmas anunciantes de redes.

Wall Street Comanda Ceticismo e Cinismo

A boataria não foi confirmada ou negada pelas empresas. E as ações do Yahoo aproveitaram para subir uns 18% - sua melhor marca em anos. O rumor, publicado inicialmente na AP, foi propagado na Forbes e em vários blogs como Digg e Mashable. À noite uma matéria na AP dava conta do forte ceticismo reinante entre os analistas de mercado, após matéria publicada no blog do Wall Street Journal. Segundo as análises o Yahoo duplicaria o que a M$ já possui, oferecendo a pesquisa em rede para a M$ a um preço proibitivo. O melhor passo seria a M$ comprar uma anunciante de rede para fortalecer sua posição frente ao Google.

3.5.07

Guerra do Código Incendeia a Web



Uma seqüência hexadecimal está criando o maior rebuliço na web e no mundo da mídia de massa: 09 F9 11 02 9D 74 E3 5B D8 41 56 C5 63 56 88 C0. Por causa dela mundos e fundos estão sendo levantados para impedir, em vão, sua publicidade. Trata-se da chave criptográfica que quebra o sistema AACS (Advanced Access Content System) dos HD-DVD e do Blu-Ray com filmes e jogos com imagem de alta definição. Com eles vc pode ver os mais recentes títulos em qualquer mídia, pois eles são a chave que abre a porta artificialmente trancada.

Quando o hacker canadense Muslix64 criou o patch do Blu-Ray - no final de 2006 - era apenas a quebra do código de um disco. Mas trabalhando com a turma do Doom9 - eu amo esses caras - criou um gerador de chaves que funciona tanto no HD-DVD, quanto no Blu-Ray. E a divulgação da chave se alastra como um virus pela web desde que os blogs se viram compelido pelo AACS a tirar a informação do ar pq estavam divulgando a chave. Como no caso da chave do DVD - a famigerada CSS - a reação da indústria de massa provocou uma insurreição na rede. Desenhos, fotos, camisetas, música e o q mais vc puder imaginar estão sendo utilizados para divulgar essa chave mestra criptográfica que abre qualquer porta. A música feita por Keith Burgon cantando o código com sua guitarra acústica, conhecida como Oh Nine, Eff Nine, já é um hit no YouTube com dezenas de milhares de audições.

As indústrias de massa continuam tão estúpidas quanto antes. Como os imperadores antes de sua decapitação, são incapazes de aprender qualquer coisa. E Lehman, o pai de toda essa excrescência, parece ser a única pessoa sensata quando disse que o DMCA estva morto no Digital Dystopia da McGill.

O fato das empresas empalidecerem, mandando seus gerentes apagar o código à força dos blogs e dos sítios onde são publicados gerou uma outra insurreição. Pois quanto mais se apagava o código, mais ele se multiplicava; como uma espécie ameaçada de extinção. Com sua divulgação aqueles discos Blu-Ray e HD-DVD estão desprotegidos. A criptografia da indústria de massa sempre será falha e porca, porque seus segredos tornaram-se de polichinelo na era da multidão.

Um efeito colateral curioso foi a revolta do Digg. Rede social de notícias, o site ameaçado de processo pela AACS, começou a apagar as publicações do código. Mas no Digg as pessoas publicam, votam e definem o que é importante para ir à página principal. Os usuários se auto-regulam e intervenções externas acabam causando coisas estranhas, facilmente percebidas pela comunidade. Os usuários reagiram ao apagamento sistemático e inventaram uma "bomba" que fazia com que qualquer matéria da primeira página remetesse ao código proibido. Ao final do dia o fundador do sítio, Kevin Rose, reconsiderou a insanidade da exigência e publicou o código no próprio blog da direção do Digg, liberando a publicação dele no sítio, junto com uma declaração de que aquela comunidade havia decidido que preferia ver o Digg cair lutando (contra a lei) do que vêlo dobrando-se frente a uma companhia maior. Ele termina dizendo: Se perdermos, que diabos, pelo menos morremos tentando. O fato é que o processo contra uma rede como o Digg facilmente pode se tornar um tiro que sai pela culatra contra a AACS e demais leis assemelhadas. Sendo um sítio governado e mantido por gente de mídia, uma campanha por fundos para o processo e de mobilização contra as indústrias pode ser o rastilho de uma incontrolável explosão, como lembra o Mashable.

Seja como for, a coisa ficou preta para o CEO Jay Adelson. Ontem apareceu no Digg um artigo criticando-o. O artigo vem do blog Valleywag. Nele o blogueiro Nick Douglas critica o CEO do Digg, acusando-o de mentiroso e comprometido, por causa das entrevistas que esta dando desde que o evento pegou fogo. Nick mostra que o setor de Relações Públicas da empresa esta indicando Adelson para falar em nome da Companhia, mesmo que vc implore por Kevin. A escolha de Adelson para falar, ao invés de Kevin, marca uma decisão dos PR da firma por prudência. E o CEO, de olho nos bilhões que pode perder, tenta minimizar o incidente e apagar as chamas da revolta. Ele deu declarações para o New York Times, o Fortune, o Business Week e a Wired. Mas Adelson foi o escroto que anunciou o apagamento das mensagens com os códigos, para acatar o pedido do AACS, em uma nota onde não só afirmava a decisão de continuar fazendo isso, como parecia concordar com a justiça do pedido. Aí o fundador da empresa, Kevin, publicou ele próprio o código no blog da empresa, obrigando Adelson a recuar. Tudo indica que a PR achou mais prudente botar o Adelson pra falar, tentando evitar o processo. Mas os usuários do Digg querem a cabeça do bundão e escolheram Nick para ser seu porta voz. O Valleywag tem sua própria versão de todo o incidente e ela é bastante cáustica.

há quem compare toda essa movimentação com a carta impressa de Lutero pregada na porta da Igreja, que desencadeou a Reforma. Ela marcou a entrada em cena do poder da imprensa na sociedade e o poder da consciência individual na formação da massa. Poder este que gerou a mídia de massa e os formadores de opinião. A guerra do código que quebra a criptografia do HD-DVD e do Blu-Ray marca a afirmação dos que se envolvem com as práticas das mídias digitas como cidadãos digitais, e não mais consumidores.

HD-DVD Hacked!

2.5.07

M$ de olho na 24/7 Real Media

Krysten Nicole publicou no blog Mashable que a Microsoft esta de olho na 24/7 Real Media. Acontece que ela tá meio atrasada, pois logo depois que o Google comprou a Double Click por 3,1 bilhões, o Yahoo adquiriu a Right Media através de um acordo bilionário, fazendo o valor da 24/7 Real Media subir de 600 milhões para 1 bilhão - na medida em que as opções da Microsoft de comprar uma rede de anúncios ficaram bastante reduzidas. O preço destas companhias esta em alta e se a M$ demorar corre o risco de pagar ainda mais.

Com a aquisição, o Google esta expandindo para novos domínios seu milionário sistema de anúncios. Já o Yahoo anuncia que a compra faz parte de sua estratégia para transfomar o modo como o anunciante online se conecta e se compromete com o cliente. A M$ parece ter como única estratégia correr atrás do próprio prejuizo.

Leia mais @ Mashable.

26.4.07

Governo e Subjetivação

Seminário do CIBERIDEA 2007.1

09/05 17 horas ECO-UFRJ sala 132

Relação consigo e governamentalidade. Os diferentes sentidos e períodos da relação consigo. Salvação, conversão e catarse. A epistrophé platônica. A metánoia cristã. Conversão do olhar e concentração atlética. Saber etopoiético e conhecimento fisiológico. A parrhesía do fisiólogo epicurista. A conversão a si. Metáfora da navegação e técnica da pilotagem como modelo de governamentalidade. Governamentalidade e a relação a si, contra a política e o sujeito de direito. Crítica da cultura. Cultura, gêneros de conhecimento e política. A Internet e as biotécnicas.

Bibliografia

Henrique Antoun

BRUNO, F. 2006. Dispositivos de vigilância no ciberespaço: duplos digitais e identidades simuladas. Revista Fronteira, 8(2):152-159.

FOUCAULT, M. 1981. “Omnes et Singulatim”: Uma crítica da razão política. In: MOTTA, M. (Org.) 2006 Estratégia, poder-saber, Coleção Ditos & Escritos, Rio de Janeiro, Forense, p. 355-385.

FOUCAULT, M. 1983. Estruturalismo e Pós-Estruturalismo. In: MOTTA, M. (Org.) 2005 Arqueologia das Ciências e História dos Sistemas de Pensamento, Coleção Ditos & Escritos, Rio de Janeiro, Forense, p. 307-334.

FOUCAULT, M. 1984. O que são as luzes? In: MOTTA, M. (Org.) 2005 Arqueologia das Ciências e História dos Sistemas de Pensamento, Coleção Ditos & Escritos, Rio de Janeiro: Forense, p. 335-366.

FOUCAULT, M. 2005. Aula de 17 de março de 1976. In: Em defesa da sociedade, São Paulo, Martins Fontes, p. 285-315.

FOUCAULT, M. 2005. Aula de 10 de fevereiro de 1982. In: Hermenêutica do sujeito, São Paulo, Martins Fontes, p. 253-300.

FOUCAULT, M. 2005. Aula de 17 de fevereiro de 1982. In: Hermenêutica do sujeito, São Paulo, Martins Fontes, p. 301-350

LIU, H. MAES, P. DAVENPORT, G. 2006. Unraveling the taste fabric of social networks. International Journal on Semantic Web and Information Systems 2(1):42-71.

12.4.07

P2P na Filantropia

Tem 2 iniciativas bem interssantes na área do P2P filantrópico. A primeira é a da Kiva, cujo lema - empéstimos que mudam as vidas - diz ao que veio esta sociedade: ela une o emprestador ao empreendedor que precisa de ajuda nos países em desenvolvimento. Nada como juntar a fome com a vontade de comer. Isto não é caridade: quem pega a grana deve devolvê-la com juros. Os empreendedores pegam dinheiro diretamente com quem o tem ao invés de pedir aos bancos. Com isso pagam menos por esse dinheiro. Mesmo assim o pequeno emprestador faz + dinheiro do que aplicando nas porcarias que o banco oferece a ele. Parece uma coisa legal. Sempre achei que o P2P tinha vocação para financiar produtos culturais. Só precisa de uma interface boa e um sistema bem feito.

A outra empresa é a DonorsChoose que deixa vc financiar projetos educacionais de professores e educadores populares. Se der certo vai ser um bita empurrão na divisão digital e sua co-irmã analfabeta.

Não sou de acreditar em filantropia, muito menos no universo da adoção ou da ajuda às crianças. Mas quem sabe o P2P consegue sacudir o marasmo da indiferença e faz diferença na esfera da guerra contra a miséria.

10.4.07

Morte, Drogas e Microsoft

Vc sabia que a Microsoft morreu? Não? Então corre pra ler o arrazoado de Paul Graham a respeito! É bem verdade que o Dan Dodge diante da novidade esta perguntando em que caverna Graham esta morando ou que drogas ele anda tomando. Os pontos da argumentação de Graham não podiam ser + bombásticos: Google é o terror; Ajax é o ó do borogodó da programação; a banda larga acabou com o desktop PC e Apple über alles é o q se vê por aí. Eu tava achando Dodge exagerado, mas depois deste arrazoado acho ele tímido. É bem verdade que o cartoon do Hugh foi cruel. Mas a pergunta de Dodge foi ainda mais cruel: desde quando ganhar 4 bi por ano = estar morto? Uaaaaaauuuuu, até eu queria estar morto, ganhando essa grana. De qualquer maneira Rick Segal pondera no Post Money Value pro exagero da afirmação e lembra que a M$ esta diversificando seu mercado com XBox. Dave Winer nos lembra no Scripting News que já ha um bocado de tempo a M$ vem se tornando + e + irrelevante: Afinal, eles tentaram enterrar a Web pra proteger o Office. O problema é que a Web desviou deles. Bryan Alexander termina por nos lembrar no Infocult que esta foi apenas uma das maneiras de escrever muuuuuito mal sobre cibercultura, falando empolgadamente da morte dos que estão passando muito bem. Vou ficando por aqui porque ta de bom tamanho. :-)

Quão Brilhante Voce É?

Uma empresa chamada Lumos Lab acredita que pode fazer jogos pra aumentar a inteligência. Eles desenham video games para incrementar o poder do cérebro. Achei no Cheesebikini.

9.4.07

A Garotada Pertuba a Mídia no Orkut

Saiu a matéria do JB sobre a garotada que usa o Orkut. A Juliana da Rocha me ligou e pediu pra que eu respondesse umas perguntas q me mandou por e-mail. Usou um pouquinho na matéria. Vou publicar tudo aqui. É o mínimo q eu posso fazer pela garotada que começa a enfrentar a caretice familiar alavancada pelo cinismo da mídia de massa nestas plagas.

1) O que leva adolescentes a revelarem detalhes algumas vezes vexatórios - como excessos com bebida, drogas e sexo - no Orkut?

Acho que a sensação de que aquilo vai ficar restrito ao circulo dos amigos, ou porque, sendo altamente oscilantes em sua afetividade e em sua química geral, de repente acham o máximo exibir algo sem ter uma noção muito clara das conseqüências. Acho também que os adolescentes atuais mudaram um bocado com relação aos adolescentes antigos e a história de cada um não é muito importante, a impressão que dá é a de que o perfil pode ser apagado e daqui a pouco ninguém mais vai se lembrar.

2) Como avalia essa prática de exposição na rede social? Como o revelar desses detalhes ajuda especialmente adolescentes a construir sua identidade?

Acho que estas exibições funcionam mais como experiências na esfera da audiência e teste na opinião de um público. Você sempre pode alterar seu perfil, ou criar outro perfil ou eliminar um perfil mal sucedido. Por outro lado, a rede social como o blog funciona como falar dos problemas com o motorista de taxi. A maioria não espera que ninguém além de um pequeno circulo de amigos vai dar atenção ao que esta sendo mostrado. O problema é a mídia focar aquilo e dar uma grande publicidade. Blog e rede social é um tipo diferente de conhecimento e informação. É o que o filósofo Espinosa chamava de conhecimento do terceiro gênero; um conhecimento intuitivo e afetivo onde você fala de seu mundo próprio e de sua afetividade. Esse tipo de conhecimento se transforma completamente quando transferido para a mídia de massa onde ele vai ganhar a face do preconceito e do julgamento moral.

3) Qual novidade o Orkut acrescentou ao processo? Como essa afirmação mudou antes e depois do Orkut?

Quando você conversava com uma turminha na adolescência em uma esquina qualquer a maior parte destas confidências podiam ficar resguardadas na memória destes amigos e mais tarde na certeza de seu esquecimento. O orkut possibilita a transformação deste material em notícia, levando os 15 minutos de fama para a vida deste adolescente. Por outro lado mostra pela diversidade de perfis e de grupos que cada um desenvolve esse desprezo pela história pessoal e pela identidade única. Os perfis valem pelo show que dão e são facilmente elimináveis pelo esquecimento.

4) Quais os benefícios que a rede social Orkut trouxe para essa construção de identidade, para a narrativa sobre si mesmo?

Acho que ela permite variar e diversificar os grupos, garantindo um relativo anonimato nessa imensa variedade de perfis e grupos. Esse si mesmo se narra diferentemente na vizinhança dos diferentes grupos em que o pertencimento é buscado e nas ações que os perfis desenvolvem. Uma das coisas que chamam a atenção é o gosto pelo apagamento dos perfis. O perfil se orkuticida e depois de algum tempo volta construindo novos grupos e novos nexos. Este si mesmo parece se narrar em função de coletivos que freqüenta e eventos que promove ou participa.

5) E quais os problemas?

Vários. Tem, por exemplo, o caso do jovem Brandon. Ele tinha um perfil chamado Ripper que freqüentava uma sala de chat com outros perfis jovens e ficavam competindo sobre drogas farmacêuticas ou não que consumiam. Um dia o Ripper resolveu barbarizar e ligou um canal de webcam onde nu e com a mesa abarrotada de drogas de todo tipo resolveu se exibir para o coletivo. Detonou todas e lá pras tantas mandou: Eu disse que eu sou barra pesada! Minutos depois ele morria. Se um jovem deste fosse das antigas, a zorra dele e dos amigos no quarto teria impedido isto de ir tão longe; e mesmo que fosse os amigos iam poder chamar uma ambulância. Mas a farra no coletivo virtual deixou todo mundo de mãos atadas sem saber o que fazer. Ninguém sabia de verdade quem era Ripper, qual seu telefone ou endereço. Por outro lado hoje ninguém fica marcado por coisas que faz. Não há mais o exame que constrói um histórico para dizer quem você é em função dos resultados. Há maior plasticidade pois o registro se preocupa em recolher os padrões das decisões e ações para adivinhar como um perfil vai agir numa situação dada qualquer.

6) Há diferenças entre o que é revelado e onde é revelado? Como se concilia a pressão e o desejo por ser descolado e passar essa imagem a uma rede de possíveis (futuros) conhecidos com a cobrança dos amigos pela discrição ou pela sinceridade no preenchimento do formulário do Orkut?

Não acho que seja tão dramático. Adolescente sempre mentiu muito, fantasiou muito e os grupos adolescentes lidam bem com isso. Mesmo a exposição na mídia de massa pode ser algo relativamente indolor. Pode tanto ser o trampolim para uma carreira artística quanto uma experiência que acrescenta algo que o perfil pode usar. O fato é que a sinceridade parece ser de ocasião; seja porque o adolescente esta num grupo puramente virtual protegido por um anonimato - como a turma que ia para os postos de gasolina, entravam em carros desconhecidos e iam para festas ficar com um monte de gente; coisa que não faziam no circulo das amizades escolares ou familiares -; seja porque o grupo pequeno e restrito de uma comunidade qualquer não pareça ser um lugar onde o que se diz vá despertar atenção geral. Como eu disse, são milhões de perfis e milhões de pequenos grupos.

7) Quanto desses relatos são verdadeiros? Pais e autoridades devem se preocupar com confissões feitas no Orkut ou a maior parte é apenas falácia?

Quem ainda se lembra da própria adolescência sabe a quantidade de estória que se inventa pelos motivos mais estranhos e irracionais. Fazer grandes alaridos disto só se explica por sensacionalismo. Teve um momento em que as autoridades pareciam mais interessadas em pendurar uma melancia no pescoço do que em tratar com seriedade os crimes de sua alçada. Culpavam a comunidade que tinha a afirmação de dirigirem bêbados por um desastre provocado por um jovem motorista bêbado. O que se escreve em blog ou em interface de rede social está muito mais próximo da literatura, e se eu crio uma comunidade intitulada "eu atropelo velhinhas" só um débil mental julgaria que o grupo é de assassinos de senhoras idosas. Não é uma escrita noticiosa, mas algo um tanto literário e fantasioso que procura dar contas dos diferentes afetos que atravessam os jovens.

8) O Orkut é muitas vezes acusado de não colaborar com a Justiça e de permitir a veiculação de informações que promovem e incentivam a pornografia, o crime e o abuso de drogas. Acredita que a tecnologia deveria ser adaptada - e de que forma - para conter a superexposição - exigindo por exemplo uma confirmação de que se é maior de 18 anos para entrar em determinadas comunidades ou criando "flags" para os conteúdos?

Eu fico me perguntando o quanto essa opinião pode ser levada a sério. Ou melhor, a`mídia de massa espernearia se tentassem lhe imputar essa imagem, embora sua programação seja muito mais promotora de crime, drogas e pornografia; mas como o Orkut esta roubando o público das TVs, esses mesmos canais ficam cinicamente tentando eliminar a concorrência excitando os oficiais de justiça e os formadores de opinião. E porque não bloquear a entrada da imagem nos canais de TV e só permiti-la depois que aquele que esta assistindo preencher um longo formulário em três vias?

9) Recentemente uma brasileira chamada Ana Ferreira vendeu uma foto em que aparecia sendo abraçada de modo nem tão inocente pelo príncipe William. No Orkut, a estudante chegou a mencionar as vantagens obtidas com a venda da foto. Depois, arrependida, retirou o perfil do ar. Esse tipo de conduta é comum? O que revela sobre os usos da tecnologia das redes sociais?

Ela conversava com a turma dela. Quando a mídia de massa lançou sua luz sobre isso ela ficou exposta e o que ela mostrava e dizia passou a ser julgado preconceituosamente. Ela apagou o perfil. Daqui a pouco pode voltar com outro e todo mundo já esqueceu o episódio. Fico me perguntando que garota não contaria para as amigas que um príncipe pusera a mão em seus seios. Tem gente que "mataria" para ter um assunto destes para contar para as amigas. Com foto melhor ainda. É a prova de que foi verdade. Material manipulado por príncipe ganha um alto valor no mercado do status e da inveja.

HP Encara Grande Demanda de Linux

Cada vez + -parece se confirmar o dito de Lehman: o gato fugiu do saco. Eu tendia a pensar q o +or concorrente do Vista seria o próprio XP. Mas as notícias estão dando conta de uma significativa demanda pelo linux, a par a nerdice q se atribui a ele.

Enquanto a Dell aparentemente encontra dificuldades em decidir como reagir à sua própria pesquisa que mostrou que seus usuários desejam micros pré-instalados com Linux, a HP resolveu aproveitar a oportunidade e procurou a imprensa para falar sobre seus projetos em andamento para oferecer vários milhares de PCs com Linux no desktop. O representante da empresa foi intencionalmente vago sobre os detalhes, mas deixou muito claro que os projetos em andamento são reais e que constituem um indicador de que o Linux no desktop pode estar alcançando a massa crítica suficiente para atrair o interesse dos maiores distribuidores de hardware.

Notícia completa @ CRN. Detalhe jocoso no site da CRN: a pub da M$ antes da notícia aparecer... Thx Barba pela dica.

8.4.07

As Técnicas da Formação do Sujeito

Seminário do CIBERIDEA 2007.1

18/04 ECO-UFRJ, sala 132, 17:00 horas

Política e interesse. Quebec e o retorno dos conservadores ao poder no Canadá. Propriedade e cooperação. Congresso da AIDS em Toronto e a propriedade intelectual. Robert Lehman e o fracasso das leis de cópia e propriedade intelectual (DMCA). O fim da disciplina nos 60. O indivíduo e a história com o fim do exame. O desaparecimento do sujeito da hermenêutica histórica. A formação do sujeito como tarefa social. Os perfis e a heurística nas redes sociais. Disciplina e autonomia. Visão operaista do comunismo. Entendimento dinâmico da relação da força de trabalho e da força do capital. Composição das forças e luta por autonomia. Luta proletária e simbiose tecnológica. O proletário como "ser para a morte." A tecnologia como interesse proletário. Luta, força de trabalho e reprodução social. Trabalho assalariado e luta por autonomia. A mulher e a reprodução da força de trabalho. O jovem e a educação da força de trabalho. Os ciclos da luta por autonomia. Os 60 e o debacle da reprodução da força de trabalho. O nascimento da fábrica social. Da fabrica social da mídia de massa à fabrica do gosto da mídia eletrônica. Vivendo nos escombros da disciplina.

Bibliografia

Henrique Antoun

DYER-WITHEFORD, N. 1999. Cyber-Marx: cycles and circuits of struggle in high-technology capitalism. Chicago, University of Illinois.

FOUCAULT, M. 1989. Disciplina. In: Vigiar e Punir, Petrópolis, Vozes, p. 115-192.

___________ 1993. O Dispositivo de Sexualidade. In: História da Sexualidade I: A vontade de saber, Rio de Janeiro, Graal, p. 73-124.

___________ 2004. A Hermenêutica do Sujeito. São Paulo, Martins Fontes.

LIU, H. MAES, P. DAVENPORT, G. 2006. Unraveling the taste fabric of social networks. International Journal on Semantic Web and Information Systems 2(1):42-71.

NEGRI, T. 1989. Marx Beyond Marx: lessons on the Gründrisse. São Francisco, Autonomedia.

Boyd, Scholz & Zuckerman live @ The New School

Vai ser na sexta 13, das 6 às 8, a apresentação Democratização e a Esfera Pública em Rede; na The New School, Theresa Lang Community and Student Center, 55 West 13th Street, 2ndo andar, NYC. Com certeza é meu dia de azar pois, ao q tudo indica, não poderei assistir. Achei no blog do Weinberger o aviso. Goglei e vieram 37 resultados.

Danah vai discutir 4 pontos: o público em rede está mudando o modo como a vida pública se organiza; nossa compreensão do público e do privado foi completamente mudada; participação na vida pública é fundamental para o funcionamento da democracia; o acesso imediato dos jovens à vida pública foi destruído e agora tenta-se destruir seu acesso mediatizado à essa vida - com tristes consequências para a democracia. Todas essas questões são vitais para mim também. E a paladina da garotada vai detonar!

Scholz vai falar do paradoxo do trabalho afetivo e imaterial que garante o conteúdo dos 10 sítios de maior tráfego, que por sua vez cobram e ganham rios de dindin com isso. O comunismo das redes (apud Malini) alimentando o q pode ser o crepúsculo do capitalismo. Ele vai baixar o cacete nessa naturalização da fábrica social e bradar por proteção pública ao comunal que o público produz.

Zuckerman vem com o ativismo e o jornalismo público da mídia cidadã no mundo em desenvolvimento, criticando o ciberutopianismo e mostrando o modo escroto como as corporações e os governos tentam destruir essas experiências.

Tô matando por uma pasagem de ida e volta. :-)

7.4.07

Windows Vista É um Espião de Bosta

As coisas se precipitam no mundo do copyright. Douglas Rushkoff, um dos digeratti + respeitados do universo da revolução eletrônica, escreveu um extenso comentário em seu blog explicando pq o Windows Vista é uma bosta. Ele diz q estava curioso para ver as novidades e que se decepcionou pq nada funciona. Após seis anos de desenvolvimento e promessas o programa se tornou um instrumento estúpido dos amigos corporativos da M$. Não só o Vista desinstalava tudo o q ele instalava como o escroto destruia os codecs ou os substituia pelos seus:

Mas o modo como a Microsoft escolheu para mostrar sua lealdade através do Vista foi por um elaborado grupo de - Digital Rights Management - limitações. Microsoft quer ajudar as corporações a prevenir o uso ilegal de seu conteúdo, como música e vídeos. O mais fácil modo de fazer isso é limitar o uso de formato de arquivos não seguros. E o mais mole modo de fazer isso é não suprir os codecs requeridos para vê-los em um dos tocadores de mídia instalados.

Mas a Microsoft levou este passo mais longe: não apenas eles não vão suprir os codecs necessários, mas - ao menos tão longe quanto foi minha experiência - eles apagam os codecs estrangeiros se o usuário instala-los ele próprio. Durante algumas atualizações, Vista remove aquivos e utilitários suspeitos de serem capazes de permitir assistir aos filmes ilegais.

Se um usuário escolhe parar uma atualização, deverão ter inclusive repercussões. Um relatório indica que a "Genuina Vantagem" da notificação do Windows chama a Microsoft automaticamente, dizendo para a companhia quem abortou a instalação.


Rushkoff diz que o fato dele não estar usando o Vista significa que muitos farão como ele. Leia o texto completo no blog.

6.4.07

A Subjetivação Após Foucault

Seminário do CIBERIDEA 2007.1

Programa de Trabalho Semestral

Sempre às Quartas-Feiras.

ECO-UFRJ, sala 132, 17:00 horas

18/04 - As Técnicas da Formação do Sujeito - Henrique Antoun

09/05
- Governo e Subjetivação - Henrique Antoun

30/05 - Dispositivo, Visibilidade e Subjetivação - Fernanda Bruno

06/06 - Imoralidade e Perigo: da norma ao risco - Paulo Vaz

20/06 - Imoralidade e Perigo: da norma ao risco - Paulo Vaz

29.3.07

Dell anuncia maquinas com Linux pré-instalado

Deu na BBC. Parece que o gato fugiu do saco de vez. A segunda maior fabricante de computadores pessoais vai lançar pc e notebooks com Linux pré instalado. Estamos mesmo no fim da era do copyright. A era da Microsoft. Das 100 mil pessoas que participaram da enquete da Dell no Dell Survey mais de 70% disseram que vão usar o linux. Oh happy day!

Criador Acha DMCA um Fracasso

Demorou mas aconteceu. Bruce Lehman declarou numa conferência em Montreal que o DMCA e a política de propriedade intelectual são um fracasso, culpando a indústria fonográfica por grande parte do fiasco dessa política. O mea culpa de Lehman vazou a conferência através de anônimos e saiu no Slashdot, no Boing Boing e no Infocult. Eu já suspeitava que essa política estava com seus dias contados desde que ouvi Melinda Gates esbravejando contra a propriedade intelectual e a "ganância" (sic) no show da AIDS em agosto de 2006 em Toronto. A moça estava possessa e parecia uma passionária em seu discurso, que foi aplaudido de pé pelo estádio. Se a primeira dama da ganância condena a origem de sua riqueza aos brados é porque os ventos estão a soprar novos tempos; talvez os tempos da WEB 2.0 que se casam perfeitamente com o .NET da MS marital, ou com o Orkut do Google ou o Second Life de Mitch Kapor e o Linder Lab. Para os céticos com o que eu dizia na época bastava lembrar que a Fundação Gates havia premiado a política brasileira de combate a AIDS - que envolveu a quebra de patente e desenvolvimento de similar genérico -, dando uma nota preta de premio para ela, ao mesmo tempo em que criticava duramente a política dos Estados Unidos para o mesmo setor - uma política idêntica à da RIAA para com os direitos autorais. Ao avisar que os 500 milhões de dólares de sua Fundação não beneficiariam pesquisadores que não aceitassem partilhar suas descobertas com os demais, Melinda atacou o direito da propriedade intelectual.

13.3.07

Hackers escondem incompetência empresarial

Tá lá no estudo do IT Policy Compliance Group: quando o assunto é perda de dados confidenciais, os hackers não são tão problemáticos quanto a falta de treinamento e auditoria sobre funcionários. Na pesquisa os funcionários são responsáveis por 75% das perdas de dados das empresas. Tudo isso fez a Geek botar a boca no trombone: Hackers são menos nocivos que falta de treinamento!

solidad decosta - piano improv 11.1.06

Sobre Solidad Sugarbeet

Googlei a ativista da SLLA e acho q a imprensa não esta se comportando bem com a moça. Falam de terrorismo e ativismo mas moitam que ela é uma artista. Ela é música e se apresentou no SL na Ilha de Genesis (247,39) na quarta 10 de janeiro deste ano. Quem quiser pode olhar tb o perfil e ouvir as músicas dela no MySpace. O site da sua banda Solidadrocks tb pode ser visitado. Tem até umas performances dela no Yourtube!

12.3.07

Exército pela Libertação do Second Life

Solidad Sugarbeet

O paraíso do consumo virtual esta em rebuliço. Apareceu um movimento no SL que reivindica menos consumo e + democracia. O SLLA (Second Life Liberation Army) quer que os avatares decidam por voto universal a entrada de novos usuários e novas empresas no SL. Para os insurgentes a Linden Lab é ditatorial e só pensa em seus lucros para governar o novo mundo.

Quem me chamou a atenção para essa revolta foi a jornalista Juliana da Rocha q tá trabalhando com o Marcelo Nóbrega no JB. É ela quem assina a matéria Terroristas invadem o 'Second Life' na seção Ciência e Tecnologia do JB de domingo. O fato é q vale tudo nas táticas do SLLA: encontros, passeatas e ataques com bombas e armas virtuais. Embora a Lindem não tenha retaliado até o momento, sua reação é uma das incógnitas deste confronto.

Seja como for nada será como antes neste admirável mundo virtual. A avatar Solidad Sugarbeet, uma das ativistas do movimento do SLLA avisa: embora no momento reivindiquem apenas o direito de voto para os avatares e o fim da invasão corporativa no SL; pensam em discutir livre acesso à terra, exploração dos trabalhadores e ativa oposição ao fascismo como futuros objetivos.

8.3.07

O Futuro da Educação é Google

Se vc perguntar qual o futuro da educação pro Harold Jarche vai ouvir ele dizendo: é Google! Para ele Google é o melhor sistema de gerenciamento de aprendizado. Ele cita Donald Clark q considera os 5 maiores brands globais na persepectiva do aprendizado como sendo Google, Apple, YouTube, Wikipedia e Starbucks. Para Clark o aprendizado cotidiano esta divorciado da academia. Todos ests brands, para Jarche, capacitam aprendizado informal, gerenciamento de conhecimento básico ou colaboração em escala local ou global. Brian Alexander concorda e acrescenta que esse divórcio vem de longa data desde o surgimento da TV a cabo. Para Brian a Internet apenas tornou mais visível o caminho paralelo do aprendizado. O segredo é o faça voce mesmo liberado pela rede que possibilita resgatar a tradição da comunicação oral e dos conselhos do tipo como faço? pertencentes a essa cultura. Como sempre repete Brian a Internet desfamiliariza.

7.3.07

Diga Adeus à Música na Internet

Na sexta 2 de março a Copyright Royalty Board (CRB) anunciou sua decisão sobre preços mínimos para o rádio na Internet. Recusando todos os argumentos dos webcasters a CRB abraçou a proposta da SoundExchange(uma coletora de dinheiro das gravadoras criada pela famigerada RIAA). Deste modo a CRB deu preferência para a cobrança por cada tocada do som, gerando a taxa mínma de 500 dólares por canal por ano. Como na web o canal é aberto por usuário ou por grupo o preço do webcast se torna inviável. O preço é o mesmo para o webcaster amador com o agravante de não serem toleradas quaisquer fontes de receita.

A RAIN - Radio And Internet Newsletter - noticiou o golpe em matéria de Daniel Mcswain. Na segunda foi a vez de Mark Cuban do BlogMaverick abrir o berreiro: Diga Adeus ao Webcasting!

A integra da decisão está publicada no doc Determinação de Taxas e Termos para a Licença de Webcasting no Período de 2006-2010 em Direitos de Performance Digital em Sons Gravados e Gravações Efêmeras.

Jobs rides again

No caderno de informática do Globo de segunda o colunista André Machado compra a bronca de Jobs contra o DRM. Embora ache a postura de Jobs "paradoxal" ele acredita nos argumentos dele. Jobs argumenta, entre outras coisas, q as músicas em CD não tem DRM e representam 90% das vendas de música. Embora SJ cante loas, no documento Thoughts on Music, ao mundo onde "qualquer player pode tocar música comprada de qualquer loja e qualquer loja pode vender música tocável em todos os players," eu acho q seu argumento, de fato, leva ao famoso ou todos se locupletam ou se restaure a moralidade. Parece q de fato ele sonha com o DRM embutido nas músicas de todos os CDs... :-)

27.2.07

Blog vai acabar com jornal?

Esse tipo de questão volta toda hora. Vou dar meus 2 cents pra ela. A primeira coisa a chamar a atenção é o tipo de info que blog e jornal oferecem. É uma info muito diferente. As pessoas lêem e frequentam blogs procurando uma info afetiva e não uma info genérica, pura e simplesmente. Vc lê os afetos e não o conteúdo das idéias ou opiniões em um blog. Pra ler o conteúdo elas tem os jornais. O blog é lido pq eu amo ou odeio o q o blogueiro escreve, o jeitão dele escrever, o mundo próprio dele. No blog o conhecimento de terceiro gênero é + importante. Vc quer fazer parte de uma comunidade de interesses.

Sem querer aborrecer d+ todo mundo com filosofia; o conhecimento de primeiro gênero é o conhecimento "pelo signo"; do tipo ouvi falar, vi na novela, assisti no filme, li no livro.... Conhecimento onde a experiência não conta e o que conta é "o q todo mundo acha", "diz", "julga". O conhecimento pelo signo é a principal fonte do preconceito e da superstição. É tb a principal fonte política da dominação. Hj em dia o conhecimento do primeiro gênero é o conhecimento pela mídia: jornal, tv, etc. Neste tipo de conhecimento o q conta é a autoridade: sacerdotes ou instituições. É o império dos formadores de opinião.

O conhecimento de segundo gênero é o conhecimento pelas noções comum. Pra simplificar é conhecer usando a própria experiência para selecionar os encontros: evitar os maus encontros e procurar os bons encontros. Se alguém te enche o saco no bar mas te entusiasma no estudo, só o encontre pra estudar. Esse conhecimento é racional pq vc usa a observação e a experiência para fazer uma vida de paixões alegres, destituindo as paixoes tristes de valor. As noções comuns são coisas comuns aos corpos e são mais ou menos gerais na medida que se aplicam a mais ou menos corpos. Extensão, movimento e repouso são comuns a todos os corpos - participam da composição deles. O sentido das noções comuns é biológico, exprimindo as relações de conveniência ou de composição. As noções comuns não constituem a essência de nenhuma coisa singular.

O conhecimento do terceiro gênero é o conhecimento que faz conceitos claros e distintos das afecções e afetos que provou. O conhecimento pelo entendimento do afeto e da afecção trazido pela idéia ao espírito. É o entendimento da alegria de seu mundo próprio e das paixões alegres; ou seja das paixões ativas e produtivas em vc. Por isso Spinoza dizia q nesse conhecimento vc encontra seu lugar no mundo e em Deus. O terceiro gênero de conhecimento tem por objetivo tornar consciente da idéia de Deus, de si mesmo e das outras coisas, ou seja fazer estas idéias tais como elas são em Deus se refletirem em nós.

Na discussão dos blogs como ameaça aos jornais, Fala-se da concorrência dos dois como fonte de informação. Mas ninguém lembra q o tipo de info dos dois é diverso. No jornal o conhecimento de primo gênero é o dominante. No blog prevalece o de terceiro gênero.

23.2.07

O Oportunista Jobs

O + pão duro dos magnatas q gosta de posar de limpinho recebeu duas traulitadas de peso no mundo cyber. Cory Doctorow chamou-o de oportunista; depois q SJ declarou em um memo da Apple q venderia músicas pro itunes sem DRM se as indústrias deixassem. Cory diz que ações falam mais alto do que palavras. Desde os atos individuais das premiadas Barenaked Ladies até todos os rótulos da música de cópia-amigável do Magnatune, inumeráveis proprietários pediram pra Apple vender sua música como um MP3 aberto ao invés do DRM-travado-AACs. Apple sempre bateu pé: ou DRM ou nada. Estes artistas acreditam que o segredo para vender mais música é cooperar com os fãs, e não tratá-los como presumíveis piratas e trancar a música deles. De fato Doctorow acha que o memo extraordinário de SJ na Apple é falso e q ele adora o DRM pq cria um monopólio pro itunes da apple. Danah Boyd não fica atras. Para ela SJ tá fazendo barulho contra as indústrias fonográficas pra posar de bonzinho q tem as mãos limpas mas a verdade é que a sua merda é do tipo que fede. A pimentinha do APOPHENIA sentou o pé no bundão do Jobs. SJ é o + pão duro dos cibermagnatas...

9.2.07

Google adverte: Internet num guenta webtv

Achei hj no Blog Maverick do Mark Cuban: o Google avisa aos navegantes que a Internet pública não suporta a webtv e que ele está tendo de investir pesado só pra manter o youtube funcionando e os dados fluindo. É um problema de escala, diz Vincent Dureau, o homem que comanda o setor de tecnologia de TV do Google, no Congresso Europeu de TV a cabo. Cuban já havia publicado antes material em seu blog onde analisava os problemas de escala de transmissão em banda larga de TV a cabo. Hj vc consegue transmitir ao vivo em 300k na Net sem probs. Mas para transmitir conteúdo de TV a cabo como um serviço de qualidade vc precisaria de transmitir a 1K. Somando isto ao canal individual de cada usuário e o monitoramento do material transmitido temos como resultado um preço proibitivo pois a transmissão a cabo é + barata, segundo Cuban. Mais sobre o comunicado do Google e a resposta das TVs a Cabo no ITNews australiano.

6.2.07

Por falar em M$$$$

Ontem na informática do Globo um textinho escroto de meia página impar perguntava em letras garrafais se era possível viver sem o Google. Antes de ler eu já falei: é marreta do Gates. Não deu outra, o texto era uma vasta desculpa pra propagandear o vaporware da M$ pra substituir os aplicativos de Internet ligados ao Google. Até o sistema MSN de busca era cantado em grandes loas. Aliás o malfadado caderno volta e meia se torna um informe publicitário da M$/Globo. A M$ joga no time da TIME/LIFE q é da Warner; e a Globo sempre foi TIME/LIFE... :-)

29.1.07

Gates ressuscita webtv em Davos

Virginia Mayo/AP

Deu na Folha online: Bill Gates dá cinco anos para internet "revolucionar" TV. Falando no Forum Econômico Mundial em Davos, BG afirmou que estava espantado ao ver que as pessoas não percebem que, daqui a cinco anos, todos vão rir do que temos na TV. As declarações de BG visam enfraquecer o Google q comprou recentemente o Youtube. Ele investiu pesado no passado no modelo da webtv, e não se conforma que a Internet tenha seguido um caminho divorciado do caminho da televisão.
O modelo webtv levaria ao fim da Internet tal qual a conhecemos, gerando diferenciação de trafego e pedágio nas vias + velozes. O fato é q BG e as TVs estão muito preocupadas. Como lembra a matéria da Folha a ascensão da internet de alta velocidade e a popularidade de sites de vídeo como o YouTube (da Google Inc.) já está causando um declínio mundial no número de horas gasto por jovens em frente à televisão.
Em solo pátrio as organizações Globo tem como seu principal concorrente o Orkut e o Youtube, ambos da Google, que desde o ano passado tornou-se o principal alvo de todo tipo de acusação veiculadas pelo jornal e pela tv da Globo.

18.1.07

Guerra do Iraque foi vendida por 100 milhas

Vc sabia q tinha um cara contratado pra vender a Guerra do Iraque pro governo dos EUA? Não??? Então dá uma lida no Homem que Vendeu a Guerra. O nome dele é John Rendon e ele ganhou 100 milhões de verdinhas pra convencer o staff do govêrno dos EUA (CIA, milicos, NSA e etc) de que a guerra era necessária, deflagrando uma das + impressionantes operações de infowar já vistas na história atual. A operação é atual mas o truque usado é antigo. Ele contratou alguém para mentir como se dissesse a verdade. Adnan Ihsan Saeed al-Haideri foi interrogado por um oficial do CIA em Pattaya na Thailandia ligado a um detector de mentiras. Ele se disse um engenheiro civil q ajudara Saddam a enterrar toneladas de armas químicas, biológicas e nucleares, em poços subterrâneos e hospitais. A estória inventada por al-Haideri havia sido fundeada por setores do Partido Republicano, Pentágono e da CIA interessados em vender a guerra ao governo e ao público. A reportagem de James Banford em 17 de novembro de 2005 sobre Rendon ganhou o prêmio de reportagem para revista de 2006.
A muito q revista Rolling Stone - malgrado o funesto conjunto homônimo - tem se revelado a + importante publicação norte-americana de matérias políticas importantes. Show de bola total. Será q sua versão brazuca vai seguir a linha da matriz? Ou vai caetanear pq não existe pecado do lado de cima da divisão de renda?