BlogBlogs.Com.Br

22.5.07

A obssessão pelo fake

A Internet e seu anonimato constitutivo e funcional criou essa obssessão pelo "perfil fake". Como se a verdade fosse a identidade individual única, inventada pelo poder disciplinar no início do século XIX. Ninguém tem sequer a pachorra de se perguntar para o que servia a identidade individual ou para o que serve a identidade dos perfis.

No seu afã de Globo über alles, os profissionais das mídias proprietárias de massas insistem em apontar a incerteza e a insegurança dos dados na rede com base na ausência de identidade individual confiável. Mesmo diante da cada vez mais violenta reação dos velhos meios de massa diante da hidra concorrente - um seguro sinal de que trata-se de uma guerra por audiência -, os viciados em comunicação de massa reagem repetindo sem cessar seu bordão idiota: lá é tudo fake - em um atentado à mais ordinária matemática. Desse modo não param de se perguntar quantos dos 70% da população do Orkut que são brasileiros são verdadeiros. Umas verdadeiras bestas estas gentinhas das mídias proprietárias de massas.

8 comentários:

Grazielly disse...

Olá.. primeira q estou passando por aki. Concordo com vc... minha opinião é q as pessoas q fazem FAKE pelo Orkut querem se esconder, querem fuçar o orkut alheio sem se identificar. Na verdade não tem coragem de admitir q está fuçando ou escrevendo algo. Isso é ridículo. E os chats? certa vez entrei só pra rir, pq acreditar no q as pessoas dizem... impossível. Assim como eu menti, todos ali estavam mentindo tb. Pra mim é perda de tempo... mas tem gente q gosta! Não sei como conseguem arrumar namorado(a) assim! rsrsrs

HannaH BluE disse...

Poderia ser mais claro.. tem loira oxigenada lendo seu blog agora...

Beijos

HannaH Blue

(apenas + 1 fake)

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

antoun querido, te convoquei a falar de mash-ups lá no meu blog..rs

Gilberto Pavoni Junior disse...

v-cumpadre... após um longo tempo de relacionamento virtual só agora linkei seu blog no meu. É uma merda essa vida com mais de 24h....
Por isso não acho tão ruim "algum fake". Temos de nos multiplicar de algum jeito.

La Carmencita disse...

Acho um horror essa coisa fake.

marcia disse...

Antoun, ou eu não entendi direito o teu post... ou entendi? hahahaha...

Bom, o que eu entendi (entendi?) é que vc está questionando a idéia de que a verdade estaria contida em um perfil "verdadeiro". Se é isso, eu concordo com você. Sempre penso na frase "por trás de um fake, existe alguém real", ou seja, o fake é uma parte real de um sujeito que existe. Se é a parte que se quer identificar com RG e CPF ou não, isso para mim pouco importa, em termos de verdade (ou vontade de verdade, como diria Foucault).

Acho que quem coloca as coisas nestes termos ainda não compreendeu a Internet e certamente não compreendeu os sites de relacionamento como o Orkut, por exemplo.

Ou eu não entendi? :P

Abração. vou te linkar.

Juliana Farias disse...

A possibilidade de bisbilhotar a vida alheia pela internet é um dos maiores motivos das criações de fakes. A lógica da sociedade Disciplinar, né?

Errado? Certo? Bem, na minha humilde opinião, quem tá no Orkut [errr.. eu tô] tá lá porque quer. Se tivesse tanto medo de ter a vida exposta, não entraria na rede, não faria compras pela internet, não utilizaria e-mail.
Ou seja, em qualquer canto do mundo cyber você tem a fatídica chance de ser espionado.

Então... vou te enviar um convite pro Orkut, tá, professor?

Rsrsrsrs...

Brincadeira, brincadeira! =)

Obs: não sou sua aluna não, mas adoro Mc Luhan!

Juliana Farias disse...

Linkei seu blog no meu.