BlogBlogs.Com.Br

6.2.06

Os Agentes e a Verdade na Comunicação Distribuída

Estaria o velhor ator social da modernidade se transformando? A noção de agente de rede parece ser algo além do funcionamento de um dispositivo de motor de busca amparado em um princípio geral de funcionamento de sistema de inteligência. A adoção dos agentes significou o abandono da idéia de inteligência individual auto suficiente adotada pela IA. Muitas inteligências limitadas mas capazes de se comunicar e aprender, centradas em uma missão, se revelavam um sistema de inteligência mais capaz e eficiente que o velho cérebro consciente individual. Com isso se resolvia ao mesmo tempo o problema de como localizar e processar uma informação em um sistema saturado de informação a cada momento. Mas resolver esse problema não significaria que o sujeito social se transformara, deixando de ser um ator e tornando-se um agente?

O mundo dos agentes

Nvídia está sendo acusada de contratar agentes online para criar dúzias de avatares em foruns online, onde eles ganham a confiança dos jogadores comentando assuntos não relacionados aos produtos Nvídia de modo a submergí-los em uma orgia de comentários sobre o material da Nvídia.

O forum de notícias do Penny-Arcade recebeu uma msg sobre marketing de guerrilha de um anônimo que dizia:

Eu fui entrevistado por um negócio de marketing de guerrilha em São Francisco que tinha como alvo as teias de foruns.

Me disseram que se eu aceitasse o trabalho, eu tinha de ter PELO MENOS 50 identidades na maior quantidade de foruns que eu pudesse (eles queriam de fato 100), com um objetivo de 5 mensagens publicadas por hora. As mensagens teriam de ser planejadas, e a idéia era de que eu estabelecesse múltiplas identidades com uma história nos foruns, de modo que quando a hora certa chegasse uma mensagem de marketing bem escrita e sutilmente relacionada fosse educadamente publicada. E os usuários regulares reconheceriam a mensagem como sendo de um velho e confiável freqüentador.

Leia o texto completo no Boing Boing.

A verdade dos agentes

O interessante nessa matéria para mim é a reiteração do funcionamento da verdade na Internet, ou seja, a transformação do sistema de reputação social. Como o próprio depoimento aponta, alguém precisa ter uma história de serviços prestados em um fórum (comunidade virtual) para dizer algo q seja considerado verdadeiro. O que faz dos avatares da Internet agentes sociais, ao invés dos velhos atores sociais da modernidade. Eles não tem um papel a desempenhar, mas uma missão a cumprir. Pode-se com razão dizer que é algo criminoso. Mas é um crime na perspectiva moderna do ator social que tem um papel e que deve o desempenhar verdadeiramente, sob o risco de ser acusado de fraude (171) quando identificado. A verdade das missões dos agentes é medida pelo seu sucesso e não pela identidade do agente ou pelo conteúdo transmitido.

Nenhum comentário: