BlogBlogs.Com.Br

9.6.09

Serra comanda violência contra professores, alunos e funcionários da USP

Este título acima seria o que eu usaria para escrever uma matéria sobre os incidentes na USP. Minha atenção foi chamada por nota no twitter. Dali eu pulei para um clip da Globo News, outro do Jornal Hoje e um último do Globo.com. Fui para um clip da FSP e uma matéria do Estadão. Finalmente fucei o Youtube.

O farto material disponível na internet me permitiu fazer várias chamadas no twitter e agora escrever minha própria nota neste blog, usando o material o mais das vezes capcioso de grupos de comunicação alinhados com o tucanato. Nela eu posso dizer que a PM paulista, em acesso de truculência, encurralou alunos, professores e funcionários da Universidade de São Paulo no prédio de História com bombas e tiros, forçando-os a se embarricarem para se defender. Apesar do chefete do batalhão alegar que havia tentado "dialogar" mas havia sido recebido com pedras, neste vídeo o que se vê é o batalhão formado que desce atirando e lançando bombas. A reportagem da Globo acusa os alunos da USP de confronto porque revidaram as bombas e os tiros com pedradas. Os alunos reivindicam a saída da PM da universidade e a reabertura de negociação salarial com funcionários em greve por parte da reitora Suely Vilela, interrompida no último dia 25.

Lembrei que o Secretário da Educação de São Paulo é o infame Paulo Renato. Ele escolheu no governo do Dr. Cardoza um idiota como Reitor da UFRJ. Seu estúpido escolhido com mentalidade de interventor por várias vezes botou a polícia na universidade. Agora, pouco tempo depois de sua chegada na Secretaria, vemos estes episódios torpes renascerem.

Mas na atualidade vivemos a penetração da Web 2.0 no cenário da população mais pobre. Nos idos do Dr. Cardoza a internet era artigo de luxo fora de alcance da maioria. Nós ficávamos à mercê do que os poucos e dominantes grupos de comunicação queriam dizer. Hoje ela penetra capilarmente todas as camadas da população. Por isso uma criatura como o tucano Azeredo quer criar o AI5 digital e calar essa conversa livre e aberta que atravessa a blogosfera em ritmo de cultura participativa.

Nenhum comentário: